sexta-feira, 21 de junho de 2013

Vivá Lisboa Viva! A CP já beliva!

Como é que podemos ficar felizes e com lágrima no olho, quando recebemos um passe de comboio?! :) Pois bem, foi assim que me senti quando recebi o meu "Lisboa Viva" que me dá para me deslocar entre Lisboa e Sintra à vontadinha!!! E fiquei tão, mas tão feliz, que vocês nem queiram imaginar!

A coisa que mais me custa desde que vivo de trocas é o facto de não ter independência de me deslocar à minha livre vontade por Lisboa e afins! Sem carro e sem dinheiro para os transportes públicos, sem dúvida que é mesmo muito díficil, sentir-me livre para me deslocar para onde me dá na gana. Mas pronto, este mês tudo muda!!! Com o passe Lisboa Viva posso deslocar-me à vontadinha entre Sintra e Lisboa!

"E porquê?", perguntam vocês! Porque consegui fazer uma troca com a CP!!! Só com os comboios urbanos, o que me dá direito a um passe, mas é uma maravilha! A troca é trabalhar algumas horas por mês, ajudando as pessoas a comprar bilhetes nas máquinas, durante os meses de Verão. São apenas algumas horas por mês, dando-me assim direito a um passe social! Que muito jeito me dá! :)

Ainda tem mais umas vantagens porque como vou ajudar a comprar bilhetes, e como estamos no Verão, vou lidar com muitos estrangeiros o que vai fazer com que treine o meu inglês, o meu francês (que é mais que péssimo), o meu alemão (que é nulo), o meu italiano (que é inventado), o meu espanhol (que arranha) e o meu português (que é excelente!!!). 

E foi isso que aconteceu hoje no meu primeiro dia de trabalho... Eles eram ingleses, italianos, espanhóis, portugueses, russos... enfim... uma salada russa de nacionalidades que me pôs a cabecinha toda trocada, decidindo assim falar em inglês com todos... até mesmo com portugueses!! LooooL...

Mas olhem, foi mesmo muito giro... 4 horas na estação do Cais do Sodré passaram-se num instantinho... com dezenas de pessoas para ajudar, com imensas nacionalidades, imensos pedidos diferentes de bilhetes e com uma vista linda sobre o rio e o Cristo Rei, foi uma manhã muito bem passada!

Depois, há mesmo muito tempo que não via pessoas tão diferentes, com estilos tão distintos... uns meticulosamente arranjados, outros com ar de turistas, outros a quererem apenas ir para a praia jogar futebol... eu sei lá!!! Foi mesmo um arregalar de olhos e pensar, como o mundo é giríssimo por ser tão diversificado e como há gente tão gira e tão variada, por esse mundo a fora!

No fim do meu turno, ainda tive direito a passear pelo novo passeio da Ribeira das Naus, no Terreiro do Paço, na Rua Augusta e no Rossio... e não há dúvida que não há cidade tão linda como a minha: Lisboa!!!!

E hoje ainda vou ver o Lisboa em si... Não percam! http://www.lisboaemsi.com/


10 comentários:

  1. Respostas
    1. ... espero que um dia se alargue a mais pessoas!
      :)

      Eliminar
  2. uma troca c a cp, é algo estranho lol
    mas fico feliz p eles pensarem em trocar:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... não é estranho! Estranho será quando fizermos todos trocas com a CP!!! Estranhamento bom!

      :)

      Eliminar
  3. Andresa um exemplo para a nossa sociedade :) Mais um prova Andresa que consegue-se tudo com luta e trabalho que compensa, afinal Believe é para pessoas com um grande espírito! Parabéns mais uma vez! E a CP fez bem em acreditar em Andresa Believe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... agora esperemos que a CP um dia belive noutros belivadores, apra trocar!!! :)

      Eliminar
  4. Olá. Uma vida de trocas é boa, pena que nem todas as pessoas sejam assim. Os meus falecidos avós, tinham muita fruta no quintal e limões ( casa que ainda hoje existe na posse da família ) e quantas vezes eu apanhava fruta, para oferecer aos familiares. Tenho amigos com quintas, como já te disse e nunca me deram uma couve sequer. É certo que não preciso, mas ficava bem. Tenho um casal amigo ( a mãe dele tinha entre 7 e 9 quintas, entre o Marco de Canaveses e Amarante ). Volta e meia deixam lá quilos de ameixos ou diospiros maçá. Agora, quando recebo isso dou sempre um ou dois quilos a um amigo que eu sei que não tem quintal. Mas existem vários tipos de trocas. A tua maneira de pensar é linda. beijos e um abraço. bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... eu acredito que um dia voltamos a esses tempos antigos, mas não damos só fruta aos vizinhos... damos bens e serviços que todos temos, para o bem de todos...
      Eu belivo!!! A ver vamos!!! :)

      Eliminar
  5. Saudações!
    Eu também cresci numa aldeia onde as trocas de produtos e favores se faziam com normalidade.
    Quando o meu avô matava o porco, partilhava com os vizinhos e eles faziam o mesmo. Era uma forma de firmar o bom relacionamento. Nas sementeiras e colheitas, todos se ajudavam. A palavra de honra era sagrada e firmada com um aperto de mão. Não havia maior satisfação do que viver honradamente, passar na rua e todos nos cumprimentarem com alegria. Trabalhava-se muito é certo, mas não haviam horários rígidos, apenas seguíamos os ciclos e caprichos da natureza.
    Sim, um dia havemos de voltar a esses costumes, mas os tempos serão outros e mais evoluídos.
    Fique bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... eu acho que quando esse dia chegar... o dia em que os antigos hábitos terão a modernidade dos nossos tempos, vamos por fim, ser felizes e saudáveis! Eu belivo!!! :)

      Eliminar

Obrigada pelo seu contacto! Responderei o mais breve possível.