quarta-feira, 10 de outubro de 2012

O meu mundo não é todo azul!


Outro dia não tinha ideias sobre o que haveria de escrever no meu blog. Então pedi ideias ao pessoal, no facebook. Disseram para eu falar com o coração (que é que sempre tento fazer aqui neste espacinho), para falar do Outono ou para falar das dificuldades que tenho sentido, pois o que é facto é que mostro no meu blog uma coisa positiva e sempre em tons... azuis!! :)

Ora pois claro... se queremos fazer a mudança não vamos ser negativos e contar as nossas fragilidades que desanimam qualquer um, né? 

Contudo, o que é certo é que ainda somos todos humanos e como humanos, temos sempre na nossa vida altos e baixos, lições aprendidas, erros, falhas e tal... e por isso, decidi contar algumas das minhas fragilidades ou dificuldades ao longo deste tempo.

O que é facto é que não tenho sentido grandes dificuldades, porque acho que me mentalizei pura e simplesmente que era um ano que teria de aguentar tudo... e por isso, quando a "coisa" está enraizada dentro de nós e quando ainda por cima é algo que queremos com MUITAAAAAAA força... não há dificuldades que nos façam parar, né?

Mas sim... houve umas coisitas pelo caminho! ;) E assim que me lembre de repente aqui vai:

- o medo e a insegurança de encontrar o equilíbrio quando comecei a andar de bicicleta
- os dias em que não tinha gasóleo e pensava que tinha de ficar fechada em casa (mas logo no dia seguinte me aparecia alguma coisa)
- os dias em que tinha o frigorífico vazio, porque não tinha tempo para trocar (mas logo aparecia a minha vizinha com uma data de coisas da horta ou uma amiga que milagrosamente me convidava para jantar na sua casa, sem eu dizer nada)
- medo de cair quando subi à laranjeira
- dores nos pés... imensas dores nos pés... muitas! Com câimbras e tudo!
- ter deixado a minha cadela algumas semanas longe de mim
- ficar preocupada com o quisto que apareceu na minha cadela e não descansar até ir à veterinária no Porto e me ter dito que estava tudo bem
- ter vontade imensa de comer doces e chocolates e ter de me controlar para não ir gastar dinheiro nisso... :(
- fazer as minhas necessidades no meio do mato durante uma semana
- ficar muito triste quando o meu carro foi assaltado, sobretudo por me terem estragado a fechadura, o que sem dúvida desfavorece a venda do meu carro
- um familiar meu que adoeceu
- viver num sítio com cheiro a queijo de cabra intenso (é... que eu odeio queijo)
- ter de comer queijo por simpatia... :(
- ganhar coragem em andar no escuro completamente sozinha durante uma distância ainda considerável
- ter tido muitoooooooo frio durante várias noites numa comunidade, porque não tinha levado roupa de cama quente suficiente
- por vezes perder a força e energia... sentir que se tivesse alguma ajuda lado-a-lado o projecto ainda estaria maior.... e mais organizado!
- sentir-me sozinha, apesar de estar no meio de tanta genteeeeee...
- ter vontade de pedir um abraço especial e não ter coragem... ou não ser o timming
- estar "longe" de alguns dos meus amigos, quer seja por zona geográfica ou meramente por ideologias
- ter medo de dormir ao relento...
- viver na cidade começou a tornar-se claustrofóbico
- inventar o que comer, quando só tenho 2 ou 3 ingredientes que não têm nada a ver uns com os outros... por exemplo, "e se tenho muito pão e nada para pôr no pão... que faço com isto?! Invento!"... E foi assim que o meu ano foi passando, (também) com invenções gastronómicas!
- não ter visto a minha gata a dar à luz os filhotes
- sentir que os desconhecidos belivam mais do que os conhecidos... :(
- às vezes o aperto de não saber o que o amanhã me espera (que começa a desaparecer... felizmente)
- às vezes, ser mal interpretada e interpretar mal os outros... estamos a viver tempos de mudança, os ânimos estão exaltados, a energia está a mudar... é cada vez mais difícil nos relacionarmos! Mas também mais desafiante!
- sentir-me perdida com tanta coisa para fazer e não saber como começar
- não querer/poder gastar o dinheiro do bilhete do Avante, que vou todos os anos
- ver conflitos sem razão de ser no grupo das trocas, apenas e só, porque todos nós, complicamos muito o que é simples e fácil de resolver
- deixar de fazer grandes jantares com os meus amigos cá em casa, porque agora divido a casa... e é chato! :(
- não ter espaço, nem sol, nem ar livre para ter uma horta em casa
- deixar de ir à "minha" praia durante a madrugada, pura e simplesmente porque me apetece... e ter de pensar no gasóleo que tenho no carro...  :(
- não comer gomas, porque já descobri que fazem mal, têm petróleo e não quero gastar dinheiro...
- não almoçar ou jantar fora, quando me apetece, porque não me apetece ir para casa fazer comer e inventar receitas com os ingredientes que tenho
- ter de engolir em seco e viver no meio de muita falta de higiene (na minha perspectiva, claro está) durante uns tempos... 
- acordar muito cedo... tipo 6h todos os dias... (ai o que me custou!!!)
- andar muito diariamente, em actividades com esforço físico, que me deixavam de rastos ao final do dia
- perceber no fundo de tudo... que ainda não emagreci os 11 kilos, apenas e só por estar feliz... porque pura e simplesmente ainda não estou feliz...  apesar de estar mais feliz do que antes! :(

Claro que há coisas que já passaram... medos que já não há... coisas que já não fazem mais lógica de sentir, se fosse hoje... mas há momentos, vários momentos em que nos sentimos assim... mais frágeis, mais humanos, mais desalentados...

http://www.youtube.com/watch?v=Cl7T6u01NsM

http://www.youtube.com/watch?v=yG7334OWRkg

6 comentários:

  1. Fantástico! Também é Humana e, acima de tudo, Corajosa!
    Não "vira a cara" (nem tão pouco "tira o corpo" face)às dificuldades. E essas "coisitas" não sendo assim tão poucas, nem tão passageiras, mostra a têmpera de uma Guerreira, disposta a lutar por aquilo em que "beliva"!
    Minha querida oxalá a tal ajuda "lado a lado" surja logo logo, para que a Guerreira que há em si possa retemperar forças e re-alentar o seu coração, verdadeiro cérebro desta sua cruzada. Faço votos para que a energia que irradia contagie também aqueles seus amigos mais renitentes, se bem que "no caminho" com "entrega", o Amor faz milagres, como a Andreza bem sabe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. <3 ...as suas palavras foram mágicas! Apesar de todos os entraves... eu só tenho de agradecer dia-a-dia todos os incentivos que me dão, como este que me acabou de enviar... é por estas e por outras, que é impossível deixar de belivar!! *
      :)

      Eliminar
  2. Entendo perfeitamente, e fez muito bem em desabafar.
    Há 3 noites atrás, acordei durante a madrugada, de uma forma que ainda não tinha acontecido: O alarme do carro começou a berrar, eu estava num sono profundo, mas não acordei imediatamente como é costume... Desta vez, viajei do mundo dos sonhos até à Terra por uma espécie de túnel. A viagem foi rápida e descendente. Senti a diferença dos dois lados: à medida que descia pelo túnel, tudo parecia mais pesado e penoso, senti também o efeito do esquecimento...
    O que aprendi com esta experiência é que, não é fácil viver neste mundo. É como diz a Mary, acima: és uma guerreira, não vieste cá para descansar, mas para cumprir uma missão, e esta é a tua razão de viver, a escolha que fizeste, antes de caíres no esquecimento...
    Que a "Força" esteja contigo:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... acho que nem foi bem desabafo, foi mais "há sempre um outro lado"... senão este blog parece um conto de fadas!
      Adoro sempre as suas vivências!!! E fico com uma inveja saudável delas!!!... Pode ser que um dia lá chegue!
      E sim, todos temos uma missão... ainda só agora estou a descobrir a minha...
      Muito grata!!!

      Eliminar
  3. A coragem não é ausência de medo! é precisamente nesses momentos que se revela! Continua a acreditar! Um abraço ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pelo seu sorriso, pela sua luz e pela sua dança! :)

      Eliminar

Obrigada pelo seu contacto! Responderei o mais breve possível.