sexta-feira, 6 de abril de 2012

GPS – Gratuita, Poderosa e Sorridonha

Julgava eu, que ao obter um GPS, a minha vida seria mais gratuita, poderosa e sorridente, porque ao ir por caminhos de cabras (estradas nacionais, que são bem melhores do que estava à espera) pouparia gasóleo, saberia melhor os caminhos e as várias alternativas de acesso e por isso, sorriria mais pelo simples facto de ter um GPS. Nada disso! Nada, nada disso! Bem, isto até certo ponto! Eu explico...
Hoje fiz viagem até à Beira Baixa para visitar os meus pais e como é a primeira vez que venho para estas bandas não querendo pagar portagens, não tinha a mínima ideia de como cá chegar. Assim sendo, pensei: “Tenho de arranjar um GPS.” Bem, para vos dizer a verdade, já pensei isto há muito tempo e já o tinha trocado: um GPS pelo livro “Os homens são de Marte e as mulheres de Vénus.” O dito cujo, ficou algum tempo engavetado e hoje foi a sua estreia nas estradas portuguesas no carro da belivadora-mor, moi même.
E assim foi, saí às 11h de Lisboa e pelos cálculos magníficos do GPS demoraria 2h 15 minutos e faria a módica quantia de 188 kms. “Tudo sob controlo.” – pensei eu. E lá fui eu, feliz e airosa pelos caminhos de cabras, aproveitando a paisagem das vacas a pastar, as papoilas à beira da estrada entre a relva verdinha, as mais belas nuvens no céu, uns choviscos, a camioneta a andar a 20km/hora à minha frente, os aldeões de boné a apagar sol, as batatas à beira da estrada na venda ambulante, os nomes escanifobéticos das localidades, os vales e as serras (vejam por ex. a imagem deste post, parece um vale encantado com casinhas de pedra e riachos), a barragem de Castelo de Bode, o carvalhal, etc etc... à medida que ouvia a voz “monocórdica” da senhora do GPS: “Na próxima vire à direita. Por favor mantenha-se à esquerda, saía na 3ª saída”... blá blá blá... Bem... que lindo que é o nosso país ao som de uma “magnífica voz monocórdica”!
Adorei, andar a passear por estes caminhos... Adorei, até esta parte da história! Ora, andava eu às voltas nos montes e vales, no meio das mil e uma serras que já tinha passado, atendido os milhentos telefonemas da minha mãe a saber se já estava perto... e eu, na minha ignorância sempre a dizer: “Sim, estou perto.” E estava, estava perto do local onde o GPS achava que era a minha meta. Assim o percebi, quando a voz monocórdica declamou: “Chegada ao destino”. E estava eu no “destino”: no meio de uma estradinha da serra, sem casas, sem carros, sem gente... a não fazer a mínima ideia onde estava!
Solução: mapa de papel, orientação, descontração e estupidez natural e seguir até ao fim da estrada até encontrar viválma à beira de alguma casa qualquer. E assim foi, de mapa em punho, com inquérito feito aos primeiros habitantes que fui encontrando, lá segui as indicações.
Conclusão: vida mais gratuita, poderosa e sorridente ao nível de diminuição do gasóleo só mesmo no parlapiê com vozes calorosas, desregulares e sim, humanas... à viva voz!
O GPS poderia ser um "paradise"... poder, podia! Mas não é, de certo!
P.S. Ah é verdade, cheguei para almoçar, às 16h15... passadas só... 5 horas... L

10 comentários:

  1. o Gps leva-nos para o local que indicamos... ás vezes vezes mal, pois andamos ás voltas... neste caso, de certo que o local de destino não foi imputado corretamente no dito :(
    É necessário algum cuidado ao indicar no GPS o local de destino...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hummm... não sei... desta vez, não sei mesmo!
      Acho que a "culpa" não foi da humana aqui deste lado... foi mesmo da maquineta do outro...
      Digo eu...
      ;)

      Eliminar
  2. Ai Andresa ainda estou a rir, 3h depois do programado?
    Imagino a preocupação da mãe.
    Obrigada pela partilha e um bom fim de semana.

    <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh oh... foi do "mai lindo que há"... lololol...
      O que interessa é que cá cheguei... antes tarde que nunca!
      <3

      Eliminar
  3. Repara:
    Conheceste caminho “novos”;
    Aprendeste a lidar com uma coisa desconhecida;
    Conheceste gente, ainda que não os tornes a ver;
    Pudeste contar uma estória.
    Não são tudo vantagens?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim... há sempre vantagens em tudo o que nos parece uma "desvantagem"... a vida é mesmo assim!
      Grata*

      Eliminar
    2. É verdade! Eu próprio, antes de conhecer melhor o "bicho", também passei por umas aventuras, que no final valeram a pena. Apontei o Destino para uma aldeia com o mesmo nome daquela que pretendia e ainda bem. Houve muitos outros episódios que devido a erros meus ou do GPS, fiquei a conhecer sítios espectaculares. "Há males que vêm por bem!"

      Eliminar
  4. comprei desse site http://www.mercadozets.com.br/ e gostei o site entrega rapido e com nota fiscal e garantiA

    tem berço eletronicos celulares tv notebook computador acessorios para carros brinquedos artigos infantis e muito mais

    ... tem mais de 2000 proutos
    ... ... ...
    GPS

    http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?texto=gps &IDCategoria=800

    ELETRÔNICOS

    http://www.mercadozets.com.br/ListaProdutos.asp?idCategoria=800

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheheh... pois mas eu não quero comprar... só se for troca! :)

      Eliminar

Obrigada pelo seu contacto! Responderei o mais breve possível.