quinta-feira, 19 de abril de 2012

Cheia de Felicidade

Toda a gente que me conhece, desde sempre já me ouviu dizer que eu tenho como meta ser 100% feliz... (bem neste momento, quero ser 111% feliz, mas isso é outra conversa lolol...) E sempre que eu dizia isto, ouvia a seguinte resposta: "Andresa, ninguém é 100% feliz! Só se for por breves instantes!" E eu ficava a pensar naquilo... Eu nunca me conformei em ser só feliz de vez em quando e nunca conseguir alcançar a felicidade total... Há quem diga, que se conseguirmos chegar aí atingimos o estado de iluminação! Pois bem, eu quero atingir o estado de pós-iluminação... ora se iluminação=100% eu quero chegar aos 111%... :)

Outra coisa que eu sempre me perguntei sobre a felicidade é que nunca poderei ser feliz a 111% sozinha... porque a vida dos outros condiciona a minha própria vida. E por isso, cheguei à conclusão que só poderei ser 111% feliz se todos há minha volta o forem.

Outra conclusão a que cheguei é que a felicidade não se encontra fora de mim... com roupas, compras, chamadas infinitas ao telemóvel, comida à fartazana, objectos de marca, viagens pelo mundo! Lembro-me de mim, a comprar roupa nova todos os meses, bijuterias e maquilhagem! A enviar mil mensagens por dia, nos meus tempos vagos, para receber mensagens de volta ou chamadas, para não me sentir sozinha durante esse tempo e sem contacto com pessoas (o silêncio sempre foi uma coisa complicada de gerir)... Comprar indifinitivamente chocolates e gomas e donuts e bolos e salgados e miniaturas quando estava à espera de alguma coisa ou quando ia andar um bom bocado a pé... (logo, todos os dias) Comprar coisas pela marca para me sentir aceite pelos outros, por exemplo, houve um Natal depois de ter recebido uma prenda choruda do meu avô, gastei o dinheiro que ele me deu (aproxidamente 100 contos, na altura, logo 500 euros) apenas e só em 3 calças de ganga de marca para fazer um figurão junto dos meus colegas de escola! Viajar para o mais longe possível, para me "babar" a dizer que tinha ido à Tailândia, a São Tomé ou a Cuba nos melhores hotéis de luxo e de design... etc etc...

Bem, a minha tentativa de ser feliz desta forma que acima vos descrevo é sem dúvida numerosa e poderia estar aqui o dia todo a dar-vos exemplos da tentativa de ser feliz pelo consumismo! Ou seja, fora de mim...

...

Ontem, fui falar num evento sobre FELICIDADE! Apresentei o meu projecto, inspirei-me com o projecto dos outros (a saber o magnífico Projecto Amélie http://www.facebook.com/ProjectoAmelie que muda os nossos pequenos mundos e o sabedor projecto http://www.facebook.com/pages/ZorBuddha/295198304298?ref=ts) e no fim, troquei abraços com a plateia... e se quando pensei nesta troca achei que ia ter uns quantos gatos pingados a receber os ditos abraços à troca... qual não foi o meu espanto, quando tinha uma fila enorme (de talvez, 95%) da plateia à espera do meu abraço!

Num desses abraços ainda recebi outra troca, uma senhora deu-me um mACARRONS (ver em http://www.facebook.com/pages/mACARRONS/63175603221) que eu não tinha a mínima ideia do que era... mas que devia ser muitooooooooo bom, porque as belivadoras que tinham ido comigo ao seminário começaram logo a dizer que queriam saber o que era e que gostavam de provar!!! O meu mACARRON era apenas 1 unidade, pequenino e cor-de-rosa... trinquei, dei a uma delas e disse: "Dividam por todas para provarem, ok?" Virei costas e fui ao WC. Quando voltei nunca mais me lembrei do dito doce... mas que era bom que se fartava, era! :)

Hoje, ao arrumar as coisas do seminário de ontem, encontro o pequeno embrulho do mACARRON e ao abri-lo verifiquei que ainda estava quase metade dele... para eu me continuar a deliciar! :) Isto é FELICIDADE, porque é partilha! E eu... eu ando cada vez mais CHEIA dela!

Ser feliz é fazer os outros felizes, para o podermos ser também! A 111%.... http://www.youtube.com/watch?v=NlxgpB7qdI0

P.S. Esta foto tem uns 3 anitos... é da época das compras, dos brilhos, da roupa, da maquilhagem, da época em que tinha um sorriso antes do aparelho, logo com os dentes todos tortos, mas mesmo assim, com o mesmo sorriso de hoje! Acho eu... *

20 comentários:

  1. Acabei de te ver no 5 e fiquei curioso e achei muito interessante este teu projecto sem duvida que é orifinal....cou seguir

    ResponderEliminar
  2. Tal como o comentador que me precedeu, vi-te ontem o programa "5 para a meia noite" e fiquei rendida com a tua luz e com a tua energia.
    Por isso aqui estou a "cerrar fileiras" contigo tornando-me em mais uma believadora ajudando no que puder. Para começar, lembrei-me de divulgar o teu projecto no blogue colectivo INTERVALO PARA CAFÉ onde sou colaboradora.

    http://intervaloparacafe.blogs.sapo.pt/685925.html

    Bem hajas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata e grata!
      Agradeço imenso a divulgação... a ver se trocamos o mundo de cinzento para azul!
      *

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Eheheheh... eu ando por aí, ai se ando! Eheheheh...

      Eliminar
  4. Olá boa tarde o meu nome é Marta via no programa boa tarde e achei o projecto muito interessante e gostaria de saber mais alguma coisas sobre ele se me puder mandar um mail para marta__santos93@hotmail.com obrigado desde já pela sua atenção beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marta, é só ir ao meu grupo Troco 1 hora e ir vendo o meu mural! Visitar as feiras de trocas e belivar sempre... todos os dias ao acordar!*

      Eliminar
    2. Se nao for pedir muito será possivel mandar-me o link por favor

      Eliminar
  5. Tenho para mim que “felicidade” não é uma meta, é um estado. Tal como saudável: não se é saudável, está-se saudável.
    E, dizes bem, uma boa forma de se estar feliz é espalhar esse estado. A questão mesmo é o “como”.
    Não creio que haja uma fórmula mágica para o fazer. Dependerá de cada um e das circunstâncias.
    Há um método que uso, volta e meia, que costuma resultar num sorriso, mesmo que temporário. Em pagando algo (ainda não vivo só de trocas) e entregando o valor exacto, pergunto: “Se lhe der trocado, faz-me desconto?”
    Quem atende pára e olha para mim com o olhar óbvio de quem acabou de ouvir um disparate. E continuo: “Bem, agora há descontos por se ter cartão, por se ser novo, por se ser velho, por se pertencer a um clube, por tudo e por nada, porque não por usar dinheiro trocado?”
    O sorriso surge, a rotina quebrou-se, oiço algo engraçado, dito de vontade e, por uns instantes, os motivos para se estar infeliz desaparecem.
    Ora se felicidade é o oposto de se estar infeliz…

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A M E I... para variar!

      Grata por estar na minha vida e fazê-la mais feliz, em estado de graça!*

      Eliminar
  6. Adorei este artigo, no fundo transmite uma mensagem que poucos conseguem perceber: "A simplicidade para a felicidade", pelo menos foi o que eu consegui adquirir daqui.

    Todas as pessoas deveriam ser elas próprias e preocuparem-se mais com as pequenas coisas da vida, como o gesto da ajuda, do que outras coisas desnecessárias (consumismo e afins).

    Eu tenho apenas 15 anos, faço 16 em Junho e como todos os jovens da minha idade sempre tive aquele grande sonho de andar cheio de roupa de marca, grandes telemóveis e coisas do género. A minha opinião mudou quando me apercebi que para muitos o sonho de querer ter todas estas coisas que, aparentemente, são muito boas e "fixes", não passava disso mesmo um sonho. Ao ver rostos desmorecidos por serem, por vezes, gozados por não ter, decidi mudar o meu ser, digamos assim.

    Não me importo com o que visto, calço ou bens que tenho. O importante é mesmo ter algo para vestir, calçar. E é tão bom poder ser "diferente" e poder ou tentar ajudar as pessoas a perceberem que o que faz uma pessoa, um homem, uma mulher são as ações que essa pessoa toma e não é a vestimenta que faz de alguém melhor ou pior pessoa do que outras.

    Eu tenho um sonho, um objetivo pessoal, e anseio atingir a idade adulta para o poder viver e concretizar - Poder ajudar pessoas com necessidades, ajudar crianças em África e noutros paises do sub-mundo, como voluntário. Poder viver uma vida simples, entre aqueles que mais do que todos os outros precisam de uma mão e de alguém que lhes diga "Força, believa em ti, tu consegues.".

    Outro sonho que eu tenho mas que é, provavelmente, mais dificil de concretizar é o de espalhar paz e amor pelo mundo, tentar fazer com que as pessoas parem com guerras, busca de poder, luta por interesses, essas coisas.

    O mundo seria muito melhor se vivessemos numa verdadeira Comunidade!

    Grandes projetos de vida, a meu ver.

    Aproveito para deixar uma música do grupo de Reggae SOJA que, pelo menos a mim, me fez pensar duas vezes: http://www.youtube.com/watch?v=wq8lwT34_Wo

    Com os melhores cumprimentos,
    João Cerqueira

    P.S.: Estiveste muito bem no 5, parabéns! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João!
      Tu és eu! Eu diria as mesmas coisas com a tua idade! Mas precisei de chegar aos 36 anos para descobrir, que afinal podia ter começado a fazer tudo isto aos 15. Por isso, se belivas em ti... começa já a realizar os teus sonhos! Porque não há mesmo sonhos impossíveis e... milagres acontecem!
      Grata... muito mesmo! Um grande abreijo*

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

      Eliminar
    4. Olá Andresa,
      Tentei hoje enviar-te um email, duas vezes, mas deu erro e não deu.
      Há outra forma de podemos contatar?

      Já agora enviei-te hoje também um email para o email do projeto believe, talvez possamos falar por ai...

      Abreijo :)

      Eliminar
    5. O email é andrezuskasalgueirix@gmail.com ou believeinportugal@gmail.com

      Grata*

      Eliminar
  7. Olá Andresa...
    Bem... a forma como descreves a forma como tentaste alcançar a felicidade, tocou um pouco :P
    Porque sinto que já fui um pouco assim, menos agora, muito menos! Mas, o que disseste fez todo o sentido!

    :D Depois de ontem, ter chegado ao teu blog, hoje decidi passar a mensagem do que é Acreditar :) Tenho um post sobre o teu blog, no meu. Gostava que desses uma vista de olhos de modo a ver se eu não digo alguma barbaridade que não corresponda à realidade... e já agora (assobiado) "roubei" o logo do Believe para poder colocar no post.

    bj

    RM
    http://perguntecomo.blogs.sapo.pt
    http://conversas-de-sofa.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Está óptimo! É isso mesmo!!!! :)
      E pode roubar tudo o que quiser, porque aqui nada é por dinheiro! Ehehehe...
      E bons belivanços, sim?
      Grata*

      Eliminar

Obrigada pelo seu contacto! Responderei o mais breve possível.